Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for the ‘História’ Category

Read Full Post »

Primeiro professor de química da Escola Industrial de Brotero

Nasceu em Paris em 1867 e obteve o título de engenheiro químico pela «École de Physique et de Chimie Industrielles», em 1887.

Por sugestão de Roberto Duarte da Silva, seu professor em Paris, foi contratado, pelo governo português, como chefe de trabalhos de química da Escola Politécnica e como preparador do Instituto Industrial de Lisboa, chegando a Portugal em 1888.

Em 1889 vem para Coimbra onde, exerce a função de professor de química na Escola Industrial de Brotero.

A partir de 1891, começa a trabalhar no laboratório de Microbiologia da Universidade de Coimbra onde permanece até Agosto de 1911, data em que vai para Lisboa como professor do Instituto Superior Técnico.

Em 1919 foi nomeado professor do Instituto de Hidrologia, do qual foi presidente a partir de Julho de 1933.

Foi nomeado director do Laboratório do Instituto Português de Conservas de Peixe em 1935 cargo que conservou mesmo além do jubileu (Novembro de 1937) até à sua morte (17 de Dezembro de 1945).

http://dequim.ist.utl.pt/o_deq/historia.htm

Read Full Post »

Fotografia da antiga oficina de carpintaria-marcenaria da Escola Brotero.

Read Full Post »

Busto de António Augusto Gonçalves

Material: Bronze

Autor: Escultor José Pereira dos Santos

Read Full Post »

Retrato a óleo de Charles Lepierre, pintado por Grandão Ribeiro, também professor da Escola Brotero.

Read Full Post »

Capa de um folheto comemorativo do 150.º Aniversário de António Augusto Gonçalves, ilustre professor da Brotero, à semelhança do que foi publicado a propósito do centenário.

Read Full Post »

António Augusto Gonçalves, um dos ilustres professores da Brotero, esteve na origem da sua criação. Foi através dele que, em 1878, apareceu a Escola Livre das Artes do Desenho. Em 1884, já com o nome de Brotero (Escola de Desenho Industrial Brotero), foi colocado, após concurso, como único professor e director.

Fica um folheto de 1948, comemorativo do 100.º aniversário do seu nascimento, partilhado pela anterior presidente do conselho executivo, Eng.ª Ana Cristina Feio.

(Clicar nas imagens para ampliar)

Read Full Post »

Read Full Post »

(…)

Das várias gerações de docentes que passaram por esta Escola muitos são os que se distinguiram. Recordam-se: António Augusto Gonçalves, Sidónio Pais, Silva Pinto, Viana da Rocha, Antonino Henriques, Charles Lapierre (que a Universidade foi buscar para o laboratório de Microbiologia), Eugénio de Castro (poeta), Pinto Loureiro (director da Biblioteca Municipal), Sanches de Morais (presidente da Câmara Municipal durante largo período de tempo), Sílvio Pélico (jornalista e jurisconsulto, nos anos 50), Archer de Carvalho, Amadeu Ferraz de Carvalho (o Grão de Bico), Joaquim Simões Pereira (o Pau de Chocolate), Octávio Lucas, Padre João Cardoso Saúde (professor de Religião e Moral desde 1954 a 1980(19)), Bentes de Oliveira, António Victorino, António Ferreira dos Santos (mestre de Electricidade), Mário de Oliveira Soares, Álvaro Camarinha, Fernando Mattos Chaves, Amândio Cabral, Romeu de Almeida Lopes, Maria Teresa Morujão, Fernando Castro (criador do CDAI), Rosa Amélia Toscano de Faria, António Pinto da Rocha e Cunha, Elvira Simões Pereira, Daniela Fernandes, Hirondino da Paixão Fernandes, Padre Nunes Pereira (professor de Religião e Moral e artista de Coimbra), Maria da Glória Core-Real e muitos outros.

(…)

(Excerto retirado da página 70 do livro “Escola Brotero. Memória de Sempre”, de Maria de Lourdes Figueira)

Read Full Post »

A Escola Brotero, que nos seus primeiros cinco anos de existência teve apenas um professor, tinha em 1993/94 cerca de trezentos. (…)

(Excerto retirado da página 68 do livro “Escola Brotero. Memória de Sempre”, de Maria de Lourdes Figueira)

Read Full Post »

Older Posts »